Baratas

Os hábitos alimentares das baratas as colocam em contato direto com alimentos, humanos e utensílios de cozinha, deixando para trás um cheiro repugnante, fezes, além de uma grande variedade de organismos, tais como: bactérias, protozoários e outros, contaminando alimentos, utensílios, equipamentos, etc. E dentre as doenças transmitidas por baratas temos o cólera, difteria, carbúnculo, tétano, tuberculose, diarréias, toxoplasmose, etc.

Manejo integrado

O manejo de pragas envolve estratégias integradas de tratamento químico e não-químico, onde as técnicas de monitoramento determinam as necessidades de aplicação de inseticidas e outras medidas corretivas.

Controle ambiental

Os métodos de controle não-químico têm um papel vital na eliminação efetiva das baratas, pois de nada adiantará fazermos uso de inseticidas se não cuidarmos das causas que propiciam a infestação e as condições ideais para a sua proliferação.

Medidas de higiene: promover limpeza rigorosa das instalações, pois um ambiente com comida, água e abrigo está sujeito a grandes infestações. E medidas de limpeza como: lavar o local e recolher o lixo com freqüência, evitar deixar o local com restos de comida durante a noite ou durante um período muito longo, uso de latas de lixo com tampa, manutenção dos terrenos ao redor do local limpos, capinados e sem lixo, enfim toda e qualquer medida que elimine ou reduza a quantidade, restos de qualquer tipo de alimento e água.

Inspeção: manutenção de inspeções periódicas a fim de assegurar-se que não está existindo infestação ou contaminação por baratas. Esta inspeção poderá ser feita mediante o uso de uma lanterna em frestas e buracos ou usando armadilhas.

Exclusão: medidas que visam impedir o acesso das baratas dentro das casas ou do ambiente tais como: o uso de sifões nas pias, conserto das tubulações, vedação de frestas e buracos, como azulejos quebrados, rachaduras, tampa de esgoto, etc.

Habitat: promover uma maior ventilação do local, mantendo o local sempre seco e arejado.


Barata alemã

Também chamada de baratinha (blatella germanica)

São baratas pequenas, medindo de 12 a 16mm de comprimento, de colorido amarelado, com duas faixas longitudinais castanho escuro no pronoto. Apresentam uma grande reprodução e são de difícil controle.

  • Adulto: Pode viver mais de um ano e sobreviver por cerca de um mês sem comida.
  • Habitat: São encontradas mais freqüentemente em cozinhas e despensas, concentrando-se em armários, balcões, pias, especialmente quando feitos de madeira. Como caminham e se expõem pouco ao inseticida, o seu controle é muito difícil, portanto a aplicação correta de inseticida torna-se fundamental.
  • Preferência alimentar: Comidas fermentadas, gorduras, enfim, qualquer tipo de alimento para humanos ou animais domésticos.

Barata americana

Também chamado de barata vermelha ou voadora (periplaneta americana)

Apresentam de 30 a 40mm de comprimento e colorido castanho escuro com bordas amarelo pálido no bordo superior do pronoto.

  • Adulto: Pode viver acima de 15 meses e podem voar curtas distâncias.
  • Habitat: Preferem locais quentes e úmidos como rede de esgotos, ralos, banheiros, caixa de gordura, etc. Esta espécie, devido ao fato de ser maior e caminhar mais, se expõe mais aos inseticidas.
  • Preferência alimentar: Matéria orgânica em decomposição, papéis, amido, doces, roupas, etc.