Cupins

O exercito da destruição!

Os cupins são um caso à parte. A exemplo das formigas, são organizados socialmente e cada integrante possui função específica na colônia. E então não há peça de madeira, celulose ou derivado que escapam. Não poupam nem mesmo a construção civil: vão esburacando e destruindo móveis, rodapés, livros, documentos, molduras, vigamento de telhados e até revestimento termoplástico de cabos elétricos.

Os cupins se instalam em lajes duplas ou caixões perdidos, se translocam através de dilatação, conduítes, rede hidráulica, etc., a fim de atingirem seu alimento, causando grandes prejuízos como desabamentos, incêndios, etc.


Cupins de madeira e subterrâneo

Ambos se alimentam de celulose. Enquanto os primeiros vivem na madeira, os subterrâneos precisam deslocar seus operários até a madeira a fim de conseguirem alimentos para o sustento da colônia.